Logomarca Angeloni Supermercado

Televendas (48) 4002-6060

Produtos Orgânicos

Está cada dia mais comum pessoas aderirem ao consumo de produtos orgânicos, principalmente pelas novas opções que facilitam seu dia a dia e os já tradicionais, hortaliças e vegetais. Pensando nisso, trouxemos para você um pouco mais desse mundo.

O que preparamos para você?

O que são produtos orgânicos?

Quando falamos de produtos orgânicos, estamos falando de um sistema que vai da produção ao processamento. Toda a cadeia é sem agrotóxicos, insumos artificiais ou transgênicos.

Isso significa dizer que os cuidados estão presentes na hora do processamento, do armazenamento ou mesmo do transporte. Quem estabelece as normas dessas etapas e garante que o que chega na sua mesa é orgânico mesmo é a Lei n. 10.831.

É importante destacar que a vistoria não é realizada nos produtos, e sim na terra e na produção. Assim, uma propriedade certificada para produzir agricultura orgânica pode produzir uma gama de alimentos orgânicos que irão receber o selo de qualidade.

Na prática significa dizer que, por exemplo, para fazer um suco orgânico, as frutas utilizadas no processamento devem ter sido produzidas de forma orgânica, ou seja, sem o uso de agrotóxicos, e durante o processo não podem ser acrescentados nenhum tipo de corante ou conservante. Até mesmo o transporte deve ser separado do similar convencional.


Como é produzido o alimento orgânico?

A produção orgânica se difere da convencional principalmente no trato da terra e dos alimentos. As práticas utilizadas seguem os ciclos das estações do ano, as características de cada região e sazonalidade dos alimentos.

Estudos e novas tecnologias foram fundamentais para viabilizar produções em grande escala e evitar pragas e doenças sem a utilização de agrotóxicos, assim temos, por exemplo, a produção de arroz orgânico.

Para a produção de arroz orgânico, existem duas técnicas principais: a que utiliza peixes no cultivo (rizipscicultura), ou seja, a criação de peixes é feita simultaneamente com o cultivo do arroz e os animais fazem a parte de eliminar ervas daninhas e bicheira da raiz, evitando o uso de agrotóxicos. E a outra técnica é a que utiliza marrecos. Nessa técnica são soltos marrecos no campo antes do plantio, os animais trabalham o solo e fazem a parte de manejo. Além de adubar o solo, eliminar plantas daninhas e insetos nocivos à cultura do arroz, dispensando, dessa maneira, o uso de máquinas e agrotóxicos.

Outras técnicas são utilizadas no campo para o cultivo de diversos alimentos, como plantar cordões de contorno com plantas diversas para proteger a plantação contra pragas e doenças e o plantio direto, esse que é caracterizado pelo cultivo em cima do resíduo da cultura anterior.

Por que consumir orgânicos?

 

Segundo o canal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Brasil é o 12º colocado em uma lista mundial de produtores de orgânicos e o 3º na América Latina, ou seja, está cada vez mais fácil consumir produtos orgânicos com preços mais acessíveis no país. E não é por menos que, também segundo o estudo divulgado pelo Governo, 11% dos brasileiros consome orgânicos mais de uma vez na semana e 37% dos brasileiros consome pelo menos uma vez ao mês. Abaixo listamos os cinco principais fatores que fazem dos produtos orgânicos tão bons e importantes para você e para o meio ambiente. Confira:

alimentos orgânicos são mais saudáveis. Visto que não possuem substâncias fortes, que são prejudiciais à saúde, reúnem uma série maior de benefícios e agem no organismo promovendo a saúde e prevenindo doenças.

a produção orgânica respeita o equilíbrio da natureza. Por não utilizar agrotóxicos e aplicar técnicas especiais, a produção favorece que a terra se mantenha fértil e produtiva.

pesquisas sensoriais comparando alimentos orgânicos e convencionais apontaram que orgânicos são mais saborosos. O hortifruti orgânico é mais nutritivo nessa comparação também, uma vez que os solos e adubos naturais são naturalmente ricos e nutritivos.

o fornecimento da certificação por associações garante ao consumidor que, da produção à comercialização, que o produto é isento de qualquer resíduo tóxico.

a produção orgânica respeita o equilíbrio da natureza. Por não utilizar agrotóxicos e aplicar técnicas especiais, a produção favorece que a terra se mantenha fértil e produtiva.

Quais são os alimentos orgânicos mais
populares e fáceis de encontrar no supermercado?

Como já vimos, é cada vez mais comum o consumo de alimentos orgânicos, seja por preocupações ligadas à saúde, ou pela preocupação com os meios de produção e o apoio a produtores locais. Já é possível encontrar uma grande variedade de produtos orgânicos nas prateleiras dos supermercados.

Além dos tradicionais legumes, grãos, verduras e frutas, muitas marcas com selo de certificação e rastreabilidade produzem de forma responsável e entregam para a população produtos como snacks, sucos, ovos, chás, cafés, carnes, massas secas, biscoitos e mais.

Fique atento ao calendário de frutas e verduras

 

Como já vimos, as frutas e verduras orgânicas não possuem a adição de agrotóxicos, como outros produtos. Por esse motivo, o recomendado é consumir as frutas e verduras de cada época. Para você ficar ligado no que estará maduro naturalmente em cada mês construímos esse calendário para você ficar sempre por dentro:

Qual a diferença entre os ovos caipiras, orgânicos e os de granja?

 

Muitas pessoas acreditam que os ovos são todos orgânicos, porém, existem algumas diferenças nas produções dos ovos orgânicos, caipiras e os de granja. Para que você não tenha dúvidas na hora da compra desse ingrediente tão importante na mesa de qualquer família, separamos as principais diferenças.


Ovos caipiras:
Se acredita que o tamanho e a cor da gema do ovo podem qualifica-los, porém não é assim que acontece a classificação. Para um ovo ser considerado caipira, ele precisa ser originado de uma galinha que foi criada em uma gaiola com pelo menos 3 metros quadrados de pasto para cada ave. Além disso, para ser enquadrado como ovo caipira, as galinhas poedeiras devem ser alimentadas com dietas exclusivamente de origem vegetal, sem pigmentos artificiais na ração.

Ovos orgânicos:
Já os ovos orgânicos precisam que as galinhas sejam criadas em solo que respeite a sustentabilidade, ou seja, que tenha apenas recursos naturais envolvidos. Além, é claro, de serem frutos de galinhas criadas 100% livres no pasto, alimentadas apenas com ração orgânica e tratadas sem o uso de antibióticos ou remédios que estimulem o seu crescimento.

Ovos de granja:
Essa é a produção de ovos mais utilizada no Brasil e consiste na criação de galinhas em gaiolas. O ambiente onde as galinhas são criadas recebe iluminação artificial e é menor que o das galinhas que produzem ovos caipiras e orgânicos. Para que elas tenham uma maior produtividade, a ração é administrada de forma balanceada. Agora que você já sabe as principais diferenças entre as produções de ovos, fica mais fácil escolher quais ovos você irá comprar na próxima ida ao supermercado. Mas atenção: nem toda verdura, ovo e mel são orgânicos, existem marcas que se comprometem em produzir produtos 100% orgânicos, por isso, confira sempre no rótulo da embalagem se contém o selo de certificação.

Deseja ver nossos produtos?